Apresentação
Nascida em 1971, Joana Vasconcelos é uma artista plástica contemporânea, reconhecida mundialmente pelas suas esculturas monumentais, cuja prática de 25 anos se estende ao desenho e ao vídeo. A sua obra atualiza o movimento de artes e ofícios para o século XXI, incorporando objetos do dia a dia, com humor e ironia, estabelecendo a ponte entre o ambiente privado e a esfera pública, questionando o estatuto da mulher, a sociedade de consumo e a identidade coletiva.
A aclamação internacional chegou com a primeira Bienal de Veneza curada por mulheres, em 2005 com A Noiva. Em 2013 voltou a chamar a atenção com Trafaria Praia, o primeiro pavilhão flutuante da história do certame, a representar Portugal. A mais jovem artista e primeira mulher a expor no Palácio de Versalhes, em 2012 a sua exposição foi a mais visitada em França em 50 anos, com um número recorde de 1,6 milhões de visitantes. Em 2018, tornou-se na primeira artista portuguesa a ter uma exposição individual no Guggenheim de Bilbau, que foi também uma das mais visitadas da história do museu e a quarta melhor desse ano para o The Art NewspaperBeyond, a sua maior exposição até à data no Reino Unido, continua no Yorkshire Sculpture Park até janeiro de 2022.
Obras
Biografia

Joana Vasconcelos (1971, Paris, França. Vive e trabalha em Lisboa, Portugal). 

Exposições individuais selecionadas: Beyond, Yorkshire Sculpture Park, West Bretton, West Yorkshire, Inglaterra (2020); Branco Luz, Le Bon Marché, Paris, França (2019); Glacée dorée, Gowen Contemporary, Genebra, Suiça (2019); I'm Your Mirror, Guggenheim, Bilbao, Espanha (2018); Joana Vasconcelos, Galerie Scheffel, Bad Homburg, Alemanha (2017); Joana Vasconcelos - Textures of Life, ARoS Aahrus Kunstmuseum, Aahrus, Dinamarca (2016). 

Exposições coletivas selecionadas: 2012-2020 Obras da Coleção António Cachola, Museu de Arte Contemporâneo de Elvas, Elvas, Portugal (2020); Glasstress, Fondazione Berengo Art Space, Veneza, Itália (2019); A Metade do Céu, Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva, Lisboa, Portugal (2019); 250th Summer Exhibition, Royal Academy of Arts, Londres, Inglaterra (2018); Quel Amour!?, Museu Coleção Berardo, Lisboa, Portugal (2018); e Revival, National Museum of Women in the Arts, Washington, EUA (2017). 

Prêmios: The Contemporary Art Prize, Association Française des Amis du Musée d'Art de Tel Aviv, Israel; Comenda da Ordem do Infante D. Henrique, Presidência da República Portuguesa; 1º Prémio de Escultura/45ème Salon de Montrouge, Montrouge, França, entre outros. 

Coleções públicas: ARTIUM – Centro-Museo Vasco de Arte Contemporáneo, Vitoria-Gasteiz, Espanha; CAB Contemporary Art, Bruxelas, Bélgica; Domaine Pommery, Reims, França; Câmara Municipal de Lisboa, Lisboa, Portugal; Museu Coleção Berardo, Lisboa, Portugal; e Fundação EDP, Lisboa, Portugal; entre outras.

 

exhibitions
Publicações
Notícias
Art Fairs